Leitora Vadia

Resenhas e notícias sobre romances estrangeiros que aquecem o coração e as roupas íntimas


4 Comentários

Resenha: Archer’s Voice (Voz de Archer) de Mia Sheridan

coverAVRomance contemporâneo, Novo Adulto

ebook, 337 páginas

Data de lançamento: 25 de Janeiro de 2014. ( em inglês)

 

Sinopse

Quando Bree Prescott chega na tranquila cidade lacustre de Pelion, Maine, ela espera que este seja o lugar onde ela finalmente encontrará a paz que procura desesperadamente. Em seu primeiro dia lá, sua vida colide com Archer Hale, um homem isolado que detémsua própria agonia secreta. Um homem que ninguém mais vê.

Voz de Archer é a história de uma mulher acorrentada à memória de uma noite horrível e  do homem cujo amor é a chave para sua liberdade. É a história de um homem silencioso, que vive com uma ferida dolorosa e da mulher que o ajuda a encontrar sua voz. É a história de sofrimento, destino e o poder transformador do amor.

*****

Leitores e leitoras,

A primeira vez que ouvi falar de Archer’s Voice (em português, Voz de Archer) e Mia Sheridan foi em Janeiro deste ano quando recebi em um email do site Goodreads divulgando lançamentos do mês de Janeiro. Uma rápida olhada na capa e sinopse do livro me fez tomar a decisão de adicioná-lo na minha lista “Livros para ler quando não estiver deprimida ou de TPM”. A sinopse me alertava que a leitura poderia ser uma montanha russa emocional e, sabiamente (no momento estava de TPM), resolvi adiar a leitura.

Muitas semanas depois, finalmente li Archer’s Voice e fiquei bastante satisfeita com minha capacidade razoavelmente acurada de julgamento a respeito de romances e suas influências no meu bem-estar emocional.  🙂

Archer’s Voice é aperto no peito, suspiros e lágrimas no olhos. Ao mesmo tempo que doce, sincero, ingênuo, e encantador.

Bem, vamos para o início:

Bree é uma jovem garota (vinte e poucos anos) com um trágico acontecimento em seu passado recente. Há seis meses atrás, ela presenciou o assassinato de seu pai (único familiar próximo) e sofreu uma tentativa de estupro.  Na tentativa de superar esse trauma, ela vai embora de sua cidade natal em busca de um lugar para recomeçar e encontrar paz. Eis que o destino a leva para Pelion, uma pequena cidade à beira de um lago no estado de Maine (EUA). Lá ela encontra Archer Hale, um jovem de 23 anos mudo que viveu toda sua vida isolado em sua propriedade nos arredores da cidade. Archer é um autêntico eremita. Ele ficou mudo aos sete anos, seus pais morreram num trágico acidente na mesma época, ele foi criado por um tio nessa propriedade nos arredores de Pelion, seu tio o educou em casa (ele nunca foi ao colégio), e apenas após o falecimento do seu tio (pouco tempo antes dos eventos do livro) é que ele aparece em Pelion para idas ao supermercado.  Ou seja, praticamente zero sociabilidade! Os habitantes da cidade o ignora e ele ignora os habitantes da cidade.

Eu comecei me virar quando algo surgiu em minha cabeça  “Ei, na verdade, eu tenho uma pergunta sobre alguém. Eu derrubei algumas coisas no estacionamento da farmácia ontem a noite e um rapaz jovem parou para me ajudar. Alto, magro, boa forma, mas…. eu não sei, ele não falou uma palavra… e ele tinha uma barba longa -“

“Archer Hale” Melanie interrompeu. “Eu estou chocada que ele parou para te ajudar. Ele geralmente não dá atênção a ninguém”. Ela pausou. “E geralmente ninguém dá atênção a ele também, eu acho”.

Isso muda com Bree. Ela o enxerga, se comunica com ele (ela sabe língua de sinais porque seu pai era surdo) e propõe uma amizade. Ele inicialmente rejeita sua proposta, mas depois muda de idéia e acolhe suas visitas com entusiasmo.

A amizade entre eles fortalece-se, e ambos desenvolvem sentimentos mais profundos do que inicialmente esperavam. Bree também desperta em Archer sensações carnais que ele nunca tinha experimentado. Hum hun… isso mesmo! O que você esperava? O cara viveu apenas em contato com um tio que era meio louco. Claro que ele era virgem e um tanto inocente em relação a sexo e prazeres sexuais. Na verdade, ele declara para Bree que possui uma vaga noção sobre o tema porque leu em alguns livros e revistas (zero pornô para ele: ele nunca teve televisão ou computador)!!!!  Mas meninos e meninas, não se desanimem por isso, as cenas íntimas do casal são pra lá de sensuais e envolventes. Bree é uma ótima professora e Archer um aluno bem aplicado e de rápido aprendizado 😉

Enfim, ela é a primeira vez dele em muitas coisas emocionais e sexuais. E é extremamente encantador vê-los se descobrindo e se transformando. Eles encontram consolo um no outro, e força para superar seus traumas e inseguranças pessoais.

“Você trouxe o silêncio,

O som mais lindo que eu já escutei,

Porque era onde você estava”

Archer’s voice é um romance bem escrito que  me motivou a ler mais romances de Mia Sheridan (resenhas aparecerão em breve). Eu particularmente adorei a personalidade de Archer. Apesar de sua deficiência vocal ter influenciado sua baixa sociabilidade, ele é não um pobre coitado vitimizado. Pelo contrário, ele é independente, esforçado, corajoso, proativo, criativo e autodidata… (ai ai *suspiros suspiros* ele é  encantador!)

Se vocês, leitores, estão no clima de lerem sobre uma história de amor que traz lágrimas aos olhos com um bom moço misterioso e uma boa moça independente e determinada . Archer’s voice é um boa escolha.

MINHA NOTA: B